Início » Artigos » Aneurisma Cerebral » Dúvidas comuns sobre Aneurismas Cerebrais
o que é aneurisma cerebral?

Dúvidas comuns sobre Aneurismas Cerebrais

Nesse artigo listei as dúvidas mais comuns das pessoas sobre os aneurismas cerebrais, com respostas breves e diretas. Caso sua dúvida não esteja na lista, deixe nos comentários!

1. O que é aneurisma cerebral?

Aneurismas cerebrais são dilatações anormais dos vasos sanguíneos que levam sangue até o cérebro (as artérias). Eles ocorrem mais frequentemente em regiões de bifurcações dos vasos sanguíneos. Como suas paredes são mais finas que a da artéria normal, podem romper e causar sangramentos graves. A hemorragia causada pelo rompimento de um aneurisma cerebral é chamada de hemorragia subaracnoide. Veja mais detalhes nesse artigo que escrevi sobre os aneurismas cerebrais.

2. O que causa aneurisma cerebral?

Os aneurismas são causados por vários fatores que se somam ao longo da vida. Geralmente não se nasce com aneurismas cerebrais: eles se desenvolvem ao longo da vida. Os aneurismas cerebrais são resultado da pressão e tensão do sangue nos vasos sanguíneos combinado com alguns fatores que aumentam o risco para seu surgimento. Alguns fatores de risco para desenvolver aneurismas são bastante conhecidos, como:

  • hábito de fumar (tabagismo)
  • hipertensão (pressão arterial) descontrolada
  • história de familiares com aneurismas
  • algumas doenças congênitas que enfraquecem a parede das artérias
  • idade avançada e sexo feminino (aneurismas são mais comum em mais velhos e em mulheres)

3. Aneurisma cerebral é hereditário/genético?

A maior parte dos aneurismas são considerados esporádicos, ou seja, que não tem relação com herança familiar, não é hereditário. No entanto, suas causas são complexas e algumas características genéticas podem aumentar o risco de desenvolver aneurismas ao longo da vida.

4. Quais os sintomas do aneurisma cerebral?

A maioria dos aneurismas cerebrais cresce silenciosamente e só causam sintoma quando rompem (estouram). Nesse caso, o principal sintoma é uma dor de cabeça muito forte e súbita, como se fosse uma grande martelada na cabeça. Também podem acontecer confusão mental, dor e rigidez no pescoço, perda de consciência, fraqueza de um lado do corpo, entre outros. Aneurismas não rotos só causam sintomas quando crescem muito e comprimem as estruturas que estão ao redor. Podem causar visão dupla, queda da pálpebra, dor de cabeça, etc.

5. Qual exame detecta aneurisma cerebral?

Os aneurismas cerebrais podem ser identificados pelos exames que avaliam os vasos do cérebro. Os principais são: angiotomografia de crânio, angioressonância de crânio e angiografia/arteriografia cerebral. Aneurismas muito grandes podem ser descobertos mesmo em exames mais simples, como tomografia de crânio. Para saber mais sobre isso, leia o artigo que escrevi sobre o diagnóstico dos aneurismas cerebrais.

6. Quais as sequelas quando um aneurisma rompe?

A ruptura de um aneurisma cerebral é uma complicação muito grave. Uma grande parte pode falecer antes de chegar ao hospital. Os que conseguem ser atendidos geralmente precisam de um longo período de internação para prevenir e tratar as possíveis complicações. As sequelas dependem da localização do aneurisma, da gravidade do sangramento e de outros fatores. Variam desde praticamente sem sequelas até fraqueza de um lado do corpo, dificuldades de fala e memória até estado vegetativo.

7. Aneurisma cerebral tem cura?

Sim! Aneurismas cerebrais podem ser tratados e resolvidos antes de romper. Por isso é importante fazer acompanhamento quando um aneurisma é detectado. Além disso, o controle dos fatores de risco diminui as chances de ruptura e de novos aneurismas.

8. Aneurisma cerebral sempre precisa de cirurgia?

Não! Nem todo aneurisma cerebral precisa ser tratado. Em alguns casos, podemos manter observação e avaliar continuamente se está crescendo ou oferece risco de romper. Quando o tratamento for indicado, pode ser feito por cirurgia aberta ou por embolização, que é uma técnica minimamente invasiva em que o aneurisma é tratado por dentro das artérias.

9. Quais os tratamentos do aneurisma cerebral?

Os aneurismas cerebrais podem ser tratados por cirurgia aberta ou por embolização. A cirurgia aberta é uma neurocirurgia em que o médico localiza o aneurisma e coloca um clipe metálico ao seu redor, evitando que o sangue entre nela e eliminando o risco de sangramento. Na embolização, o aneurisma é tratado por dentro dos vasos sanguíneos. Por meio cateteres, o neurorradiologista intervencionista localiza o aneurisma e coloca espirais metálicas dentro dele, evitando que o sangue entre e eliminando o risco de rompimento.

10. O que é a cirurgia pela virilha para aneurisma?

A cirurgia pela virilha para aneurisma cerebral é a embolização do aneurisma. É uma técnica minimamente invasiva em que, através de uma punção na região da virilha ou do pulso, cateteres são manipulados até levar a oclusão do aneurisma para evitar seu risco de ruptura e hemorragia. A angiografia cerebral também pode ser feita pela virilha para o diagnóstico e avaliação do aneurisma cerebral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima